Quando um casal começa a planejar o casamento uma das primeiras ações é elaborar a lista de convidados e claro que, se o nome de uma pessoa consta nessa listagem, é porque ela é especial para esse casal, certo?

Pois bem, se você está entre os mais importantes para o casal, nada mais educado do que saber se “comportar” com elegância do início ao fim desse momento. Então, com base em algumas leituras de comportamento e para ajudar a identificar possíveis ações que podem constranger esse querido casal, listei algumas coisinhas que podem lhe ajudar, como convidado(a), a retribuir tal consideração se portando de forma adequada e sutil nesse momento tão único para o seu casal de amigos noivos, tudo bem? Vamos lá!

1. PADRINHOS DE CASAMENTO são sempre os mais próximos e chegados do casal. Porém, por mais amigos que sejam, não se convidem. Esperem receber, de forma totalmente espontânea, a expressão desse sentimento de amizade por meio de convite falado ou impresso por parte do casal de noivos. Jamais “solte” indiretas do tipo: “Vou ser sua madrinha, né?” ou “Amigo, sei que você vai me convidar pra ser seu padrinho, mas já quero saber qual presente você quer ganhar”. Esse tipo de comportamento, por mais amigo ou amiga que você possa ser, é simplesmente constrangedor para para os noivos. E se o convite não vier, nada de “mi-mi-mi” porque haverá outros casamentos de amigos e você pode ser padrinho ou madrinha em outra ocasião, certo?

2. A conversa de que “um convidado pode convidar outro” não existe. Seja compreensivo e educado quando receber um convite e respeite o número de senhas ali contida. Se na sua família é em número de quatro pessoas, o convite veio em seu nome e só vieram 2 senhas, por exemplo, você deve escolher quem vai lhe acompanhar e só. Pelo amor de Jesus Santo não ligue para o noivo ou noiva dizendo: “Preciso de mais duas senhas”. Isso seria mais um momento de constrangimento e comportamento inadequado e desnecessário. O casal, e só eles, devem decidir que convida ou não para seu casamento e, muitas vezes, essa decisão passa pelas finanças, entende? Seja gentil e colabore com sua compreensão.

3. CERIMONIA DE CASAMENTO vazia e festa de recepção cheia, não dá! Tem coisa mais deselegante? A pessoa não pode ir prestigiar a cerimonia religiosa porque acha “chata”, por exemplo. Mas comer e berber de graça é legal aí chega no local da festa uma hora antes dos anfitriões, pode isso produção? Não. Não pode meu povo! Vã prestigiar o casamento por completo. O convite que você recebeu é para isso, viu? Vá prestigiar os dois momentos e demonstre assim, o seu respeito pelo casal que lembrou de você e faz questão de sua presença.

4. BEBIDA foi feita para alegrar a alma. Elevar o estado de espírito. Não tem por finalidade trazer constrangimento às festas sociais que você participa, seja como anfitrião ou convidado. E se estiver inserido no segundo contexto, menos ainda. Não é porque a bebida servida na festa de casamento do seu melhor amigo é de graça que você precisa “tomar todas” e fazer as pessoas ficarem preocupadas com sua saude ou com o seu comportamento, ok? aquele velho conselho “beba com moderação” se aplica perfeitamente aqui. Divirta-se, mas sem causar mal estar a você e aos demais.

5. DOCINHOS de festa são uma tentação para todos nós, ou pelo menos para a maioria de nós, imagino eu. Quem não ama essa delícias? Raramente encontro alguém que diz: “Não gosto de doces”. No geral, todos amam! Mas não é por isso que você precisa levar uma sacolinha na bolsa para trazer todos os doces da festa para casa, tá? É proibido levar doces para casa? Pode. Fica feio fazer isso? Não. Mas não é adequado levar um “monte de doces” na bolsa, no bolso do terno, dentro da roupa, amarrado em guardanapos… Aí não dá! Seja discreto(a). De dois a cinco doces são mais que suficientes. Consuma o que gosta no local da festa e leve apenas aqueles que mais amou. Só pra recordar o sabor no outro dia, tá?

6. Quem não gosta de um carinho? Um abraço? Todos nós e os anfitriões também. Eles sentem a falta daquele “Parabéns” ou “Deus os abençoe” ou ainda “Sejam bem felizes” e por aí vai… Cumprimente, no momento oportuno, os recém-casados.  Faça-se presente. Alegre-se com eles também. Festeje e sinta-se feliz por eles e demonstre. Seja cordial e educado. Retribua o carinho do convite cumprimentando o casal e deixando que eles percebam que você torce pela felicidade deles e está honrado em poder testemunhar um dia tão importante na vida deles.

13 de junho de 2017

6 COISAS QUE TODO CONVIDADO DEVE SABER

Quando um casal começa a planejar o casamento uma das primeiras ações é elaborar a lista de convidados e claro que, se o nome de uma pessoa consta nessa listagem, é […]
Translate »